Espaço dedicado à divulgação das iniciativas de solidariedade com o povo martrizado do Darfur, banco de voluntariado da Campanha porDarfur e testemunhos.
Contactar Plataforma porDarfur



.links

.posts recentes

. Vigília por Darfur

. Vigília por Darfur

. Propostas de capa para o ...

. Comentários... (deixe ta...

. Dalai Lama alerta para cr...

. António Guterres comenta ...

. Dia Global de Acção porDa...

. Testemunhos

. Kit Campanha por Darfur -...

. Voluntários precisam-se!

.arquivos

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

blogs SAPO

.subscrever feeds

Segunda-feira, 6 de Agosto de 2007

Darfur: o drama humano esquecido

Em apenas quatro anos, morreram no Darfur, vítimas da guerra, da fome ou da doença pelo menos 200 mil pessoas - os piores prognósticos apontam para 400 mil - na sua larga maioria civis indefesos.

Calcula-se que pelo menos 2,3 milhões de pessoas tenham sido obrigadas a deixar as suas casas e a procurar refúgio em campos onde estão totalmente dependentes das organizações humanitárias. Todos os dias morrem pessoas, a maior parte crianças, de todas as mais vulneráveis.

Apesar do Tribunal Penal Internacional ter declarado a existência de práticas de Crimes de Guerra e Crimes contra a Humanidade e da ONU ter reconhecido a existência de indícios de um Genocídio, a tragédia da província sudanesa do Darfur arrasta-se desde Fevereiro de 2003, debaixo dos olhos de uma comunidade internacional pouco consequente.

Os ataques às populações sucedem-se em redor dos próprios campos onde se concentram as populações deslocadas, não sendo garantida a sua segurança. As organizações de ajuda humanitária tem sido também alvos frequentes das milícias, que procuram paralisar a sua actuação, agravando ainda mais a situação de extrema debilidade de milhões de pessoas refugiadas.

Entretanto o sofrimento causado pelo conflito já ultrapassou as fronteiras do Sudão, com milhares de refugiados a fugirem para o Chade (gerando por sua vez um número de deslocados internos que ascende já a 200 mil) e para a República Centro-Africana, aonde continuam a ser perseguidos pelas milícias Janjauid. 

A situação actual

A decisão da comunidade internacional do envio de uma força híbrida de Paz da ONU e da União Africana (UNAMID) para a região, tomada no passado dia 31 de Julho, muito embora tardia, vem finalmente trazer alguma esperança a estas populações.

A pressão da sociedade civil parece ser agora fundamental para conseguir a pronta articulação internacional e a mobilização dos meios humanos e materiais necessários ao rápido estabelecimento de um contigente que garanta a segurança na região.

Sabe-se que as milícias continuam a atacar e que cada dia de adiamento corresponde a muitas vidas que se perdem.

Artigos relacionados:

- O genocídio silenciado, Franco Moretti/Além-Mar

- Uma grande tragédia,  António Guterres/MissãoPress

publicado por darfur às 11:00

link do post | comentar | favorito
|

Assine a petição e divulge

Imprima e faça cirlcular a petição

Petição ao Embaixador da China

.Fale conosco


.Como pode ser dinamizada na sua escola a campanha porDarfur?


."Rádio online porDarfur" vários artistas africanos